• ClinicaSingular

Esquizofrenia: história familiar é principal fator de risco

Sabe-se que alguns fatores são gatilhos importantes para o início das alterações neuroquímicas cerebrais e para o posterior aparecimento dos sintomas da esquizofrenia no comportamento da pessoa. “As chances de uma pessoa desenvolver a esquizofrenia são de 10% se tiver um irmão com esquizofrenia, 18% se tiver um irmão gêmeo não-idêntico com esquizofrenia, 50% se tiver um irmão gêmeo idêntico com esquizofrenia e 80% se os dois pais forem afetados por esquizofrenia”, esclarece o Dr. Diego Augusto Nesi Cavicchioli, psiquiatra geral, da Infância e Adolescência, da Singular Saúde em Medicina, de Londrina. “Ser exposto a toxinas, vírus e à má nutrição dentro do útero da mãe, especialmente nos dois primeiros trimestres da gestação; problemas no parto como falta de oxigênio (hipóxia neonatal); ter um pai com idade mais avançada; o uso de maconha e o tabagismo também podem desenvolver a esquizofrenia”.



Preocupado com o assunto? Querendo mais informações? Ligue (43) 3325-3000 para obter mais informações ou agendar consulta. Na Singular, você é sempre bem-vindo. Nossos especialistas estão à sua disposição!

0 visualização

Av. Ayrton Senna da Silva, nº 500
sala 302 - Gleba Palhano
Londrina   CEP 86.050-460 

Clínica Singular

Saúde em Medicina

(43) 99995-3400

Tel: (43) 3325-3000

  • facebook azul
  • youtube azul
  • instagram azul
Editora Sucesso branco.png